sábado, 17 de dezembro de 2011

Hortas/ Jardins ❀ Cultivo intensivo em pequena escala


O propósito de cultivar intensivamente em pequena escala uma horta ou jardim é produzir o maximo possivel num determinado espaço. A prática da jardinagem intensiva não é apenas para aqueles com espaço limitado na horta. Um cultivo intensivo concentra esforços de trabalho para criar um ambiente ideal para plantas, dando melhor rendimento com menos trabalho.

Um bom cultivo intensivo requer um design completo feito do inicio para melhor uso do tempo e do espaço da horta. Inter-relações entre plantas devem ser consideradas antes do plantio, incluindo as necessidades de nutrientes, tolerância à sombra, padrões do solo, crescimento e época de cultivo.





Guia de distancias de cultivo intensivo



Planta

Distancia (cm)

Planta

Distancia (cm)

Espargos

35

Nabo

8

Feijão verde

15

tomates

35

Alface

25

Milho doce

35

Melão

50

Espinafre

10

Beterraba

10

rabanetes

7

Brócolos

30

Abobora

50

Couve de Bruxelas

35

batatas

25

Repolho

35

pimentos

30

Repolho chinês

30

cebola

10

Ervilhas

10

Quiabo

30

Alho porro

8

Mostarda

15

Endivia

35

Berinjela

35

Couve flor

35

Couve nabo

10

Cenouras

7

Pepino

35


Guia de cultivo

Janeiro

Semear repolhos, rabanetes, alfaces, favas, ervilhas,alhos.

Fevereiro

Semeia-se, rabanaetes, cenouras, espinafres, beterrabas,aboboras, pepinos

Março

Batatas, morango.

Continuar a sementeira de melão,pepinino e abobora


Abril

Semear abóboras, agriões, alfaces, tomilhos, cenouras, chicória, coentros, cominhos, acelgas e couves

Maio

Semeia-se, aboboras, ervilhas, pepinos, melões, alface, tomates e todo o tipo de couves,

Junho

Semeia-se, ervilhas, feijões, alface...

Julho

Semeia-se, ervilha, feijões, rabanetes,salsa, coentros,nabos,cenouras...

Agosto

Semear agriões, alfaces, rabanetes e chicória. No fim do mês semear, nos alfobres, couves diversas, beterrabas, ervilhas e espinafres.

Setembro

Semear favas, ervilhas, agriões, alfaces, cebolas, cenouras, coentros, couves diversas, mostarda, nabos, rabanetes, salsa e segurelha.

Outubro

Semear ervilhas, favas, nabos, rabanetes, cenouras, espinafres, coentros e agriões, alho.

Novembro

Plantar couves (lombardos, repolhos, tronchuda, flor e brócolos), alfaces, morangueiros, nabos, cenouras, ervilhas,rabanetes.

Dezembro

As sementeiras são insignificantes nesta época, embora, ainda se semeiem alhos, cebolas e outras sementes de hortaliça



Plantas companheiras são plantas pertencentes a espécies ou famílias que se ajudam e complementam mutuamente, não apenas na ocupação do espaço e utilização de água, luz e nutrientes mas também por meio de interacções bioquimicas chamadas de efeitos Alelopáticos. Estes podem ser tanto de natureza estimuladora quanto inibidora, não somente entre plantas, mas também em relação a insectos e outros animais.

Seguem alguns exemplos

As plantas da família das solanáceas (tomate, batata, pimentão, entre outras ) e as da familia das compostas ( cichoriaceae), como alfaces e chicórias combinam bem entre si. Estas famílias, por sua vez, também combinam com umbeliferas ( apiaceae) como cenoura, salsa, aipo, erva-doce e com as Liláceas como alho e a cebola.

As cuburbitáceas (abóbora, pepino, melão, melancia, chuchu) associam-se bem com as solanáceas, com plantas leguminosas (feijão, ervilha) e gramíneas (milho, trigo).


Plantas companheiras e os seus efeitos

Planta

Companheira / efeitos

Espargos

Tomate, salsa, manjerição

Manjericão

Tomate (crescimento e sabor melhorados)

Não gosta de arruda.

Repele moscas e mosquitos

Feijão

Batatas, cenouras, pepinos, couve-flor, repolho,a maioria dos outros vegetais e ervas

Erva cidreira

Tomate (crescimento melhora e sabor).

Borragem

Tomate (atrai abelhas, protege contra pragas tomate, melhora o crescimento e sabor),morangos

Beterraba

Cebola, couve-rábano

Família repolho (brócolos, couve de bruxelas, repolho, couve-flor, couve, couve-rábano)

Batata, aipo, endro, camomila, sálvia, tomilho, hortelã, poejo, alecrim, lavanda, beterraba, cebola, ervas aromáticas protege contra pragas repolho

Cenoura

Ervilha, alface, cebolinha, cebola, alho-poró, alecrim, sálvia, tomate

Aipo

Alho-porro, tomate, feijão , couve-flor, repolho

Milho

Batatas, ervilhas, feijão, pepino, abóbora, abobrinha,

Pepino

Feijão, milho, ervilha, rabanete, girassóis

Beringela

Feijões

Alho

Rosas e framboesas (protege contra escaravelho ); com ervas para aumentar a sua produção de óleos essenciais; planta liberalmente ao longo do jardim para dissuadir pragas

Alho porro

Cebola, aipo, cenouras

Hortelã

Família do repolho, tomate, repolho protege contra pragas de mariposa

Chagas

Tomate, rabanete, repolho, pepino, plantar sob árvores de fruto; protege contra pulgões e pragas de curcurbits

Cebola

Beterraba, morango, tomate, alface (protege contra lesmas), feijão (protege contra as formigas), salgados verão

Salsa

Aspargos, tomate

Ervilha

cresce bem com quase qualquer vegetal; acrescenta nitrogênio ao solo

Petúnia

Protege feijão; benéfica ao longo do jardim

Batata

Rábano, feijão, milho, calêndula, couve, limas, berinjela (como cultura armadilha para escaravelho da batata)

Calêndola

Ajuda de tomate, vegetais, mas em todo jardim como elemento dissuasor para escaravelhos dos espargos e pragas de tomate, e muitas outras pragas do jardim

Abóbora

Milho

Rabanete

Ervilhas, chagas, alface, pepino,ajuda em geral a repelir insetos

Alecrim

Cenoura, feijão, repolho, sábio; impede a traça do repolho, feijão escaravelhos e mosca da cenoura

Arruda

Rosas e framboesas; repele escaravelho , plantar longe do manjericão

Salva

Alecrim, cenoura, repolho, ervilhas, feijões, repele alguns insetos

Espinafre

morangos

Abóbora

Nasturtium, milho

Girassol

pepino

Tomilho

Aqui e ali no jardim; repele pragas do repolho

Milefólio

Plantar ao longo das fronteiras, perto de caminhos, perto de ervas aromáticas; aumenta a produção de óleo essencial de ervas

Fonte: The Encyclopedia of Organic Gardening



Horticultura/ Jardinagem

Vertical

O uso de grades, vedações, redes, cordas, gaiolas, canas ou postes para apoiar o crescimento de plantas constitui uma horta vertical. Esta técnica é especialmente adequada nas não limitada para hortelãos com umespaço pequeno no jardim. Plantas trepadeiras ou de alastramento rápido,como pepino, tomate, melão e feijão são candidatos óbvios para este tipo de Horticultura vertical. Algumas plantas entrelaçam-se sobre o suporte, enquanto outras podem precisar de ser amarradas. Lembre-se de que uma plantação vertical irá proporcionar alguma sombra por isso há que ter cuidado com o sombreamento em culturas que adoram o sol, ou aproveitar a sombra como plantio para culturas tolerantes à sombra perto das verticais.

Plantas cultivadas verticalmente ocupam muito menos espaço no chão, embora podendo o seu rendimento ser menor ( não sempre).As plantas crescendo verticalmente estão mais expostas,secam mais rapido e podem precisar de ser regadas com mais frequência.Esta secagem rápida também é uma vantagem para as plantas suscetìveis a doenças e fungos.



Alguma imaginação para a nossa inspiração
































Bons cultivos!

Sem comentários:

Enviar um comentário