sábado, 19 de fevereiro de 2011

Vibração, musica, comunicação estimula crescimento das plantas


A Linguagem das plantas

Na jardinagem existe um segredo tão simples que muitas vezes é negligenciado.
Muitos jardineiros sabem este segredo e é certamente uma das razões para o seu sucesso.
Qualquer problema relacionado com as plantas pode ser superado e os milagres acontecem quando esta sabedoria é entendida e aplicada.
Que sabedoria é esta?
É muito simples aprendermos a falar a linguagem das plantas.
É fundamental aprender a linguagem das plantas esteja o jardineiro a cuidar de um jardim pequeno ou grande
As plantas são seres vivos como eu e tu.
Como qualquer ser vivo têm determinados requisitos não apenas para a sua sobrevivência ( estes são os mais simples de aplicar) mas também para a sua felicidade e capacidade de prosperar.
Também são seres vivos com a capacidade de "comunicar e "falar" directamente com qualquer outro ser que interaja com eles.
Aqui estão algumas coisas mais directas que uma planta irá dizer-te
Se gosta ou não das condições do ambiente em que se encontra e quanto gosta.
Se está a precisar de muito ou pouco cuidado ( alimentação, solo...)
A chave para compreender a linguagem das plantas é prestar atenção á própria planta.
Por mais estranho que possa parecer quanto mais atenção lhe deres mais rápido conhecerás as plantas e a sua linguagem.
Um erro comum entre algumas pessoas, tem medo de estabelecer esta ligação. Em vez de estabelecerem esta conexão correm para os livros, opiniões especializadas e soluções caras.
O que eles não compreendem é que toda esta informação foi recolhida da mesma forma!Alguém recolheu esta informação ao observar as plantas e aprender a comunicar-se com elas.
Ler um livro ou recolher informação acerca de uma planta nunca vai substituir a aprendizagem da linguagem das plantas.
as plantas vão sempre dizer-te o que precisam.
Plantas cultivadas com amor têm o poder de te impresinoar ao quebrarem as regras.
Sol, sombra, espaço, estes requisitos podem se adaptados pelas próprias plantas.
Experimenta por ti.
Se tens um ambiente e espaço limitados para as tuas plantas, começa por dar-lhes mais atenção, sê gentil observa o que ela tem para dizer ouve o que ela precisa.Vais ficar surpreendido com o quão realmente é simples ajudar as plantas a crescerem .
Não é preciso muito, apenas observar atentamente as plantas e dar-lhe o que elas estão a pedir.
Quando aprenderes a comunicar com as plantas uma longa amizade com diversas espécies de surgirá.


A musica estimula o crescimento das plantas.
A musica clássica é usada em estufas profissionais para estimular o crescimento das plantas.

No livro a vida secreta das plantas
vemos os resultados de experiências fascinante com exposição de variadas espécies de plantas com diversos tipo de musica.

As plantas são muito sensíveis a vibrações portanto à voz humana e à musica.
Uma pesquisa conduzida por cientistas soviéticos, japoneses e americanos confirma que as plantas habituam-se á voz de quem trata delas habitualmente e com isso encontrar níveis de harmonia para o seu desenvolvimento.
Segundo estes cientistas a voz humana juntamente com o zumbido dos insectos polinizadores é o som mais tolerado pelas plantas.
Curiosamente a voz feminina têm a capacidade de curar plantas doentes, devido a ser mais melodiosa.

❀Continua a cuidar do planeta❀

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Atrair abelhas para o jardim

As abelhas são das melhores amigas dos Jardineiros e hortelãos!
São as maiores polinizadoras do planeta e sem elas iríamos ter as nossas colheitas fracassadas.
Entre 20% a 25% da comida mundial deve-se ao trabalho das abelhas.






As abelhas estão em perigo!
Estudos efectuados mostram que as abelhas diminuíram quase 50% nos últimos 50 anos. Embora parte da culpa deste desaparecimento esteja nas doenças.
As razões para o declínio total continuam um mistério.




O que podemos fazer para ajudar as abelhas?

-Podemos planear jardins e hortas para apoiar e atrair as abelhas nativas.
A característica mais importante ao planear um jardim amigo das abelhas é a diversidade de flores. as abelhas precisam de todos os tipo de flores para o néctar e para o pólen.
O néctar é uma fonte de energia a qual as abelhas usam para fazer o mel. o pólen é um alimento rico em proteínas.

As abelhas preferem grandes áreas de flores onde podem encontrar abundância de alimento. tenta ter flores durante todas as estações do ano. Um jardim amigo das abelhas tem tendência a ser desordenado com vários níveis e flores abundantes,pode até ter ervas daninhas desde que as abelhas se sintam atraídas por elas. Também deve de existir partes nuas do solo pois algumas abelhas nativas fazem ninhos no solo.






Também podes construir abrigos para as abelhas solitárias.






Os jardins para abelhas
precisam de ter um local onde as abelhas vão buscar água. Devido ao seu tamanho as abelhas tem dificuldades em beber água em pequenas poças e bebedouros de pássaros, podem ser facilmente apanhadas pela tenção da superfície da água. Cria áreas onde elas possam beber água, enche tigelas de cerâmica com areia molhada, enterra no chão, mantém a areia sempre encharcada, áreas como estas irão atrair abelhas e borboletas.



-Não usar pesticidas ou insecticidas, mesmo que sejam naturais matam todos os insectos.







As Flores azuis e amarelas são "imans" de abelhas!







Entre as favoritas das abelhas estão,manjerico,funcho, malva,manjerona,oregano,alecrim,dente de leão, tomilho, barragem, hortelã, lanvandula, margaridas, aquilegia,dedaleira, girassol,miosótis,tremoceiro,papoila,zínia...entre muitas outras
algumas destas flores não são azuis nem amarelas mas contêm algumas marcas visíveis á luz ultravioleta e as abelhas são capazes de ver a luz ultra violeta indo ao encontro destas flores.






Muitas pessoas são hesitantes quando se fala em atrair abelhas para o jardim, temendo ser picados.A verdade é que a maioria das abelhas são criaturas gentis que estão simplesmente em busca de comida e água para si e para seus filhotes. Eu pessoalmente tenho plantado flores e ervas que atraem abelhas durante anos, e nunca fui picada por uma É simplesmente uma questão de usar o bom senso de não usar cores brilhantes ou perfume forte no jardim, elas podem pensar que podes ser uma flor grande pronta para a polinização.


❀Continua a cuidar do planeta❀

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Microorganismos eficazes "EM"



O nosso estilo de vida baseado no princípio da concorrência deve ser mudado agora!
Religião
, filosofia, ciência são as estruturas sociais necessárias para mudar, para que possamos ajudar a estabelecer o sistema de coexistência e co-prosperidade.




"
Para isso, graves problemas de alimentação, ambiente, saúde e energia devem ser tratados, reconhecendo que todos eles são problemas humanos comuns que precisam de solução, e por isso espero que a tecnologia EM seja um dos meios poderosos para resolver esses problemas. "

Dr. Higa

"EM" é uma abreviatura para "effective microorganisms" é uma fantástica tecnologia desenvolvida pelo Japones Dr. Teruo Higa na década de 80.


O Dr Higa disse: " O EM deve de ajudar a criar uma sociedade que permita que todos possamos viver e deixar viver."

Dr Higa pôs à disposição do publico o EM e tem trabalhado para promover o seu uso,convencido que a concorrência não impede o uso mais amplo da tecnologia a qual contribui para uma melhor qualidade de vida.

EM é composto por culturas mistas de microrganismos benéficos e naturais que podem ser aplicados como inoculadores para aumentar a diversidade microbiana dos solos e plantas.

EM contém três famílias principais:

- Bactérias produtoras de ácido láctico: produzem ácido de açúcares e de outros carboidratos desenvolvidos pela bactéria fotossintética e pela levedura. A bactéria do ácido láctico é um forte composto esterilizante que elimina microrganismos nocivos, melhora a decomposição da matéria orgânica e ainda promove a fermentação e a decomposição de materiais tais como lignina e celulose. Ela também tem a capacidade de eliminar microrganismos que induzem a doenças, como o Fusarium, que se desenvolve em colheitas contínuas.

- Leveduras:
sintetizam substâncias antimicrobianas e outras substâncias necessárias ao crescimento da planta, a partir de aminoácidos e açúcares secretados pela bactéria fotossintética, pela matéria orgânica e pelas raízes das plantas. As substâncias bioativas, tais como harmónios e enzimas produzidas pelas leveduras, provocam actividade celular e divisão de raízes.

- Bactérias fotossintetizantes: ou fototrópica são um grupo de micróbios independentes e autónomos. Essas bactérias sintetizam substâncias úteis da secreção de raízes, matéria orgânica e/ou gases nocivos (hidrogénio sulfurado), usando a luz do sol e o calor do solo como fontes de energia. As substâncias úteis desenvolvidas por esses micróbios incluem aminoácidos, ácido nucléicos, substâncias bioativas e açúcares, que impulsionam o crescimento da planta..

e também


- Actinomicetos:
controlam fungos e bactérias patogénicas e também conferem às plantas maior resistência aos mesmos, através do contacto com patógenos enfraquecidos.


O uso do EM
melhora a qualidade do solo, o crescimento, a produtividade e a qualidade das colheitas.
Foram mostrados benefícios similares em animais.
Esses microorganismos são completamente seguros de usar.

EM melhorara significativamente, a qualidade do solo dando-lhe propriedades benéficas melhora também as praticas de manejo, tais como: rota
ção de culturas, uso de adubos orgânicos, plantio de conservação, reciclagem de residos
e controle biológico de pragas.


EM ajuda no processo de decomposição de matérias orgânicas, e durante a fermentação vai produzir normalme
nte indisponíveis ácidos orgânicos, tais como o ácido lático, ácido acético, ácido aminado, o ácido málico e substâncias bioativas e vitaminas.
Um ingrediente chave neste processo é a matéria orgânica que é fornecida através da reciclagem de resíduos de culturas, adubos verdes e esterco animal
.
Bactérias do ácido láctico que é um ingrediente importante no EM pois irá suprimir micróbios patogénicos, quer dire
cta ou indirectamente, através da produção de actinomicetos.

EM produz um efeito antioxidante que melhora o sistema imunológico das plantas e animais
.


video

Quem quiser mais informações ou esteja interessado em comprar algum produto EM para se informar através do microrganismoeficaz@gmail.com

PORTUGAL

Continua a cuidar do planeta!

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Recolha e conservação de sementes



Qualquer pessoa com o
mínimo de trabalho e atenção pode cultivar um jardim e transformar essa experiência numa jardinagem sustentável. Redescobrir a importância, magia e a recompensa de guardar sementes.


Colher e conservares as tuas próprias sementes é bastante fácil. As pessoas fazem isso à milhares de anos, mas só no ultimo século foi assumido por profissionais.
Com um pouco de cuidado podes fazer crescer as melhores sementes que já mais poderias comprar, ideais para as tuas condições,com melhor germinação, crescimento forte e plantas muito mais saudáveis.


Começa por
escolher a planta certa!
Como seres vivos as plantas estão em constante adaptação ao meio que as rodeia, ao colheres as sementes ano a pós ano estás a participar nesta evolução, o que te pode ser muito útil.



Também tens de ter atenção á polinização cruzada,há espécies que podem ser polinizadas por híbridos ou OGM ( organismos geneticamente modificados) fala com os teus vizinhos e amigos que têm jardins ou hortas por perto. Podes sempre isolar os teus cultivos. Existem várias técnicas de isolamento bastante fáceis de fazer.





Para colheres e guardares as tuas sementes tens de esperar pela maturidade das plantas. A colheita é bastante fácil, tens de esperar que a planta ou fruto amadureça, deixa amadurecer um pouco mais do que se fosse para comer. Para as sementes que secam na planta, tens de colhê-las num dia seco, se estiver mau tempo como geadas e chuva, arranca a planta inteira e leva-la para dentro de casa para acabar de secar e amadurecer.
Os métodos variam dependendo das espécies.





As sementes que estão dentro de frutos ou corpos molhados devem de ser lavadas primeiro e postas a secar numa rede ou tecido de fibra natural em lugar quente a secar naturalmente.
Algumas sementes como as do tomate devem passar por um processo de fermentação antes de as guardarmos.
Este processo serve para podermos remover um revestimento que inibe a germinação.







Aqui fica um exemplo de como podes fazer com as semente do tomate:

Abre o tomate ao meio retira a polpa para um recipiente mistura com um pouco de água tapa o recipiente durante 3 dias, vai mexendo 1 vez por dia. Um fungo vai começar a aparecer no topo da mistura este fungo não só come o revestimento gelatinoso que envolve cada semente e impede a germinação como também produz antibióticos que ajudam a combater doenças transmitidas por sementes,como algumas doenças bacterianas.
Depois dos 3 dias enche o recipiente com água morna, despeja essa água juntamente com a polpa as sementes boas são pesadas ficaram depositadas no fundo. repete o processo da água morna até ficares com uma água mais limpa no recipi
ente. Depois é só pores as sementes numa peneira fina a secar. Quando estiverem secas guardar em saco de plástico ou fraco de vidro.



O objectivo de colheres e conservares as tuas próprias sementes é a preservação da própria espécie e evitar qualquer tipo de perda ou alteração devido a influências externas (como o cruzamento com outras espécies).
Em termos práticos precisas de nutrir bem as plantas no seu crescimento, e salvar quantidades iguais de sementes de cada planta.
Estas duas praticas em conjunto servem para minimizar a perda genética.



Mesmo depois de secas e devidamente armazenadas as nossas semente ainda correm riscos.
Basicamente para efeitos de a
rmazenamento existem dois tipos de sementes, as tolerantes à dessecação e as não tolerantes a dessecação.
A maioria das sementes dos nossos jardins e hortas são tole
rantes á dessecação o que significa que podemos colhê-las, seca-las e guarda-las por imenso tempo.
Sementes de algumas plantas aquá
ticas e árvores como as de alguns carvalhos são intolerantes á dessecação,as sementes simplesmente morrem se as deixarmos secar.
As sementes intolerantes á dissecação não entram em dormência após a maturação, em vez disso respiram e outros processos fisiológicos continuam por isso devem ser semeadas frescas.
Este tipo de sementes intolerantes á dessecação devem de ser armazenadas húmidas mas por curtos períodos de tempo, antes que comecem a apodrecer ou a ficar sem reservas nutritivas devido á sua respiração continua.

Algumas sementes de citrinos sã
o intolerantes á desecassão, podem ser secas e armazenadas mas perdem rapidamente a viabilidade.Mas mesmo assim ainda podemos armazenar este tipo de sementes por alguns meses, se elas forem mantidas frescas e húmidas (evitar o congelamento). A humidade permite às sementes continuarem a respirar e a temperatura baixa serve para prevenir o aparecimento de fungos.
Um dos métodos de conservar sementes intolerantes à dessecação é colocar as sementes dentro de um recipiente com musgo, ou papel absorvente húmido, fazer uns furos na tampa do recipiente pois as sementes continuam a respirar e se o recipiente estiver fechado elas irão sufocar, guarda no frigorífico, não deixes as sementes congelarem ou secarem, semeia o mais rápido possivel.

As sementes tolerantes à dessecacão podem ser armazenadas por longos períodos de tempo (algumas por muitos anos), mas com o armazenamento de longo prazo perde-se alguma viabilidade sendo que algumas sementes morrem, e com o passar do tempo degrada-se a estrutura de tecidos e vai-se perdendo material genético. Por isso quanto menos tempo de armazenamento melhores serão as plantas.

O mofo é um problema no armazenamento de sementes, elas podem começar a suar dentro dos recipientes em que estão armazenadas podemos resolver este problema se adicionarmos arroz no fundo do nosso recipiente.



Outro problema com as sementes secas são os insectos como o gorgulho ou caruncho. Congelar sementes é uma maneira de evitar os danos causados pelos insectos, apesar de alguns insectos resistirem ao congelamento serão inactivos enquanto estiverem congelados, logo ai as nossas sementes estarão a salvo. Porém existem outras medidas contra insectos nas sementes tais como adicionar um pouco de terra diatomácea (adicionar o suficiente para cobrir as sementes).Também podem sempre experimentar a tradicional folha de louro, mas não é tão eficaz como o congelamento ou a terra diatomácea.


Guardar uma grande variedade de sementes é uma forma de resistir à monocultura crescente de
sementes, plantas e alimentos estéreis produzidos pelas grandes multinacionais agro-alimentares como a Monsanto.


VAMOS SEMEAR E COLHER CONSCIENTES!


❀Bons Cultivos!


❀Melhores Colheitas